A História do Sr. Paulo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

Leia com atenção

Todos nós gostaríamos de viver bem e estar sempre de bem com nossa vida, mas às vezes esquecemos do mais simples e quando percebemos que já é um pouco tarde para reparar o quanto fomos imprudentes, deixando de amar, de ser humilde, generoso, etc.

Essa história é real e aconteceu comigo na casa de moradores de rua Nossa Senhora Serva do Senhor, localizada na zona Norte de São Paulo, onde sou co fundador juntamente com o Padre Tomazzo e eram atendidas por nós, cerca de 170 pessoas por dia.

 

 História do Sr. Paulo

 Na casa de moradores de rua onde se alojavam em média 120 pessoas, sempre às terças, eu reunia em torno de 30 internos para falar de DEUS e da Palavra de DEUS, onde se via uma grande sede de saber sobre a Bíblia por parte destes nossos irmãos.

 Neste dia fui bem duro quando falei sobre a mão de DEUS, disse à eles que muitos deles estavam na rua pela mão de Deus, que posto eles na rua, dando-lhes uma bofetada na cara.  O silencio foi total, a atenção redobrou, quando falei que muitos estavam na rua por terem sido pessoas más com seus familiares, esposas, filhos, amigos, etc. Eles estavam na rua para que pudessem se arrepender destes e muitos outros erros, tendo um momento de reflexão, para pedir perdão a DEUS e se reencontrar com Ele.

No dia seguinte o Sr. Paulo, veio ao meu encontro e estava com o rosto de muito choro, perguntei o que lhe havia acontecido. Ele me disse o seguinte: “Eu não pude dormir esta noite, tudo o que você disse ontem foi para mim, todas as palavras, porque eu era tudo aquilo que estava na palavra de Deus colocado na reunião”.

Disse que nunca respeitou sua esposa, seus filhos, a ninguém, mostrou-me um prédio ao longe e disse que naquele prédio ele tinha um apartamento onde morou com a sua família, porém nunca disse um “Bom Dia” a ninguém.

 Tive várias amantes, uma em cada porto que estive, pois sou Mecânico Naval. No meu auge ganhei muito dinheiro, já que nessa época eram poucos os mecânicos navais que existiam, por isso viajei por muitos portos de todo o mundo. Gastei tudo com mulheres, festas, amigos, etc., hoje estou velho, sem família, sem filhos e estou na rua, pois não me suportam mais.

 

CONCLUSÃO

 Temos de ter cuidado quando somos jovens, fortes e estamos ganhando dinheiro, pois é nesta época que devemos semear a semente do bem: o Amor, a Caridade, o Respeito a todos.O que plantamos hoje só nós colheremos mais tarde!

 Era muito claro ver tristeza e o arrependimento que ele sentia naquele momento, sofria por não ter sido uma pessoa melhor no mundo, porém já não podia voltar atrás para mudar.

Depois de orientá-lo para ir à igreja falar com Deus diante do Santíssimo, onde realmente ele foi e desabafou ou confessou com Deus, ficou mais alegre, feliz e algum tempo depois ele faleceu.

É importante que reflitamos no que estamos fazendo hoje, o que você está semeando agora para colher depois?

Se gostou desta mensagem não deixe de comentar e de compartilha-la com seus amigos. Que Deus abençoe o seu dia!

Um grande abraço,
 Luiz Alexandre 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×