TER RAZÃO OU SER FELIZ

SÓ PARA REFLETIR

 

Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: – Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais… E ela diz: – Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!

MORAL DA HISTÓRIA:Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais frequência: ‘Quero ser feliz ou ter razão?’ Outro pensamento parecido, diz o seguinte: ‘Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam……. Passe este e-mail aos seus amigos, para ver se o mundo melhora… Eu já decidi… EU QUERO SER FELIZ e você?“Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam.”

Autor Desconhecido

 

AMIGOS & AMIGOS

  • AMIGOS & AMIGOS

Um dia, quando eu era calouro na escola, vi um garoto de minha sala caminhando para casa depois da aula.   Seu nome era Kyle.
Parecia que ele estava carregando todos os seus livros. 

Eu pensei:

‘Por que alguém iria levar para casa todos os seus livros numa Sexta-Feira?
Ele deve ser mesmo um C.D.F’!

O meu final de semana estava planejado (festas e um jogo de futebol com meus amigos Sábado à tarde), então dei de ombros e segui o meu caminho.

Conforme ia caminhando, vi um grupo de garotos correndo em direção a Kyle.

Eles o atropelaram, arrancando todos os livros de seus braços, empurrando-o de forma que ele caiu no chão.

Seus óculos voaram e eu os vi aterrissarem na grama há alguns metros de onde ele estava. Kyle ergueu o rosto e eu vi uma terrível tristeza em seus olhos.

Meu coração penalizou-se! Corri até o colega, enquanto ele engatinhava procurando por seus óculos.

Pude ver uma lágrima em seus olhos. Enquanto eu lhe entregava os óculos, disse: ‘Aqueles caras são uns idiotas! Eles realmente deviam arrumar uma vida própria’.

Kyle olhou-me nos olhos e disse: ‘Hei, obrigado’! 

Havia um grande sorriso em sua face. Era um daqueles sorrisos que realmente mostram gratidão. Eu o ajudei a apanhar seus livros e perguntei onde ele morava.

Por coincidência ele morava perto da minha casa, mas não havíamos nos  visto antes, porque ele frequentava uma escola particular. 

Conversamos por todo o caminho de volta para casa e eu carreguei seus livros. Ele se revelou um garoto bem legal.

Perguntei se ele queria jogar futebol no Sábado comigo e meus amigos. Ele disse que sim. Ficamos juntos por todo o final de semana e quanto mais eu conhecia Kyle, mais gostava dele.

Meus amigos pensavam da mesma forma.

Chegou a segunda-feira e lá estava o Kyle com aquela quantidade imensa de livros outra vez! Eu o parei e disse: 

‘Diabos, rapaz, você vai ficar realmente musculoso carregando essa pilha de livros assim todos os dias!’.

Ele simplesmente riu e me entregou metade dos livros. Nos quatro anos seguintes, Kyle e eu nos tornamos mais amigos, mais unidos. Quando estávamos nos formando começamos a pensar em Faculdade.

Kyle decidiu ir para Georgetown e eu para a Duke. Eu sabia que 
seríamos sempre amigos, que a distância nunca seria problema. Ele seria médico e eu ia tentar uma bolsa escolar no time de futebol. Kyle era o orador oficial de nossa turma. Eu o provocava o tempo todo sobre ele ser um C.D.F. 

Ele teve que preparar um discurso de formatura e eu estava supercontente por não ser eu quem deveria subir no palanque e discursar. 

No dia da Formatura Kyle estava ótimo. 

Era um daqueles caras que realmente se encontram durante a escola. 
Estava mais encorpado e realmente tinha uma boa aparência, mesmo usando óculos.

Ele saía com mais garotas do que eu e todas as meninas o adoravam! 
Às vezes eu até ficava com inveja.

Hoje era um daqueles dias. Eu podia ver o quanto ele estava nervoso sobre o discurso. Então, dei-lhe   um tapinha nas costas e disse: ‘Ei, garotão, você vai se sair bem!’ 

Ele olhou para mim com aquele olhar de gratidão, sorriu e disse:

-‘Valeu’! 

Quando ele subiu no oratório, limpou a garganta e começou o discurso: 

‘A Formatura é uma época para agradecermos àqueles que nos ajudaram durante estes anos duros. Seus pais, professores, irmãos, talvez até um treinador, mas principalmente aos seus amigos.

 Eu estou aqui para lhes dizer que ser um amigo para alguém, é o melhor presente que você pode lhes dar. Vou contar-lhes uma história:’ 

Eu olhei para o meu amigo sem conseguir acreditar enquanto ele contava a história sobre o primeiro dia em que nos conhecemos.

Ele havia planejado se matar naquele final de semana!

Contou a todos como havia esvaziado seu armário na escola, para que sua mãe não tivesse que fazer isso depois que ele morresse e estava levando todas as suas coisas para casa.

Ele olhou diretamente nos meus olhos e deu um pequeno sorriso. 
‘Felizmente, meu amigo me salvou de fazer algo inominável!’

Eu observava o nó na garganta de todos na plateia enquanto aquele rapaz popular e bonito contava a todos sobre aquele seu momento de fraqueza. 

Vi sua mãe e seu pai olhando para mim e sorrindo com a mesma gratidão. 

Até aquele momento eu jamais havia me dado conta da profundidade do sorriso que ele me deu naquele dia.

Nunca subestime o poder de suas ações.

Com um pequeno gesto você pode mudar a vida de uma pessoa. Para melhor ou para pior. 

Deus nos coloca na vida dos outros para que tenhamos um impacto, uns sobre o outro de alguma forma.

PROCURE O BEM NOS OUTROS! 

Esta mensagem mostra o quanto os meus amigos são importantes para mim!

 

FAÇAMOS E PROCURAMOS O BEM NOS OUTROS!

As vezes um ato, uma ação, uma palavra amiga, vale por uma VIDA, pensemos nisso na hora em que formos julgar, criticar alguém, devemos pensar antes de agir, pois as vezes pode ser que esta pessoa esteja passando por um momento muito difícil em sua vida, nunca sabemos os problemas das pessoas, pode ser até mesmo pessoas de nossas famílias,nossos amigos, nossos filhos por exemplo. Podemos mudar vidas para melhor, se agirmos com sabedoria  e  prudência.

O SEGREDO DE UM RELACIONAMENTO

 

 

Como Conquistar Seu Marido Novamente?

 

O SEGREDO DO RELACIONAMENTO

                               

Quando o Casamento entra em Crise, logo há um distanciamento de ambas as partes. Na maioria das vezes é a mulher quem mais sofre, mas claro que não somente ela; quando o casal também tem filhos isso se complica ainda mais, já que ambos ao firmarem o compromisso do matrimônio, não pensaram que um dia o relacionamento pudesse tornar-se uma geleira.

Há muitas pessoas que dizem que Casamento não importa mais, no entanto, essa é a base mais sólida que pode existir e sem ela o mundo não progrediria. Por exemplo, as crianças não teriam alicerce, apoio e proteção.

Família é um laço sagrado que merece respeito e consideração, ainda que não seja tão fácil permanecer juntos para sempre, é assim que deve ser, mas e o que fazer quando seu Marido está distante? Vou lhe ensinar algumas dicas a partir de agora que poderão lhe ajudar nessa Reconquista

  • Seja Amável– A frieza de um homem dói; isso não há dúvida, querer receber carinho e não ter – machuca, mas lamentar-se e entrar em depressão nunca ajuda. Ainda que ele demonstre certa distancia, não permita, não dê brecha para que seu Relacionamento fique ainda pior. Continue sendo amável e carinhosa; nenhum homem pode resistir à Dedicação, Zelo e Carinho.
  • Toque-o- Quando o casal está nesse clima de Distanciamento também é comum não se tocarem, não tirarem um tempo para namorar e para ficarem mais próximos. Tocá-lo com Amor, fazendo cafunés, acariciando sua pele e sendo delicada pode trazer bons resultados. Uma massagem também pode aproximá-los mais. Sabe aquele afeto do tempo do namoro, quando um está completamente disponível para o outro? Isso mesmo. Deve ser resgatado!
  • Converse Sobre Os Problemas Com Ternura- No momento de Raiva todo mundo explode, mas isso nunca traz benefícios. Se você pensa em Conquistar Seu Marido precisa agir com mansidão, ternura e atenção. Não que seja fácil, eu sei disso, mas quando os conflitos chegam – a única coisa que pode apaziguar esse atrito é manter-se serena e transferir serenidade para o outro, nessa hora uma boa conversa pode ajudar e muito. Tentar saber o que está acontecendo talvez seja um começo para ambos. Se seu Marido estiver muito resistente quanto ao diálogo, talvez não dê abertura para relatar o porquê tudo ficou desse jeito, mas falar com jeito pode ajudar, no entanto, se ele não quiser dialogar naquele momento, não insista, seja sábia. Pressionar seu Marido não vai resolver, prefira conversar quando perceber que ele está numa boa.
  • Procurem Um Especialista Em Relacionamentos- Nenhum Casamento deveria ser jogado fora. Você luta tanto para estar com aquela pessoa e de repente algo pode colocar um Amor de anos a perder. Procurar um terapeuta, um líder religioso ou um conselheiro pode ser muito útil. O Amor não morre da noite para o dia, o que destrói um Amor é o nosso egoísmo, é esse distanciamento que surge em alguma época da vida, tentando tirar tudo aquilo que sempre importou. Buscar ajuda com um profissional qualificado para tal pode beneficiar-lhes, mas seu esposo também precisa aceitar isso, do contrário não surtirá muito efeito.
  • Mostre Para Ele Que Lutar Pelo Relacionamento Vale A Pena- Independente do motivo pelo qual vocês estão desse jeito, você precisa mostrar a ele que Lutar Pelo Casamento Vale A Pena. É fato que as pessoas mudam, ficam ranzinzas e acomodadas com o passar dos anos, mas não há motivos para desistir de tudo só porque envelheceram. Aprender a renovar os laços e Manter a Chama Acesa é fundamental. Demonstre e fale sempre para seu cônjuge que não adianta afastar-se de quem sempre esteve ao lado dele, o correto é acertarem os “ponteiros” e resolver as questões, antes que tudo acabe e não haja nem uma resta de esperança quanto ao Casamento.
  • Melhorar A Intimidade- Se o relacionamento esfriou a tal ponto que vocês nem namoram mais, essa é a hora de mudar as coisas, comprar roupas novas, dá uma repaginada nos cabelos, fazer um novo corte e pintar de uma nova cor mudará seu visual. Seu Marido perceberá a mudança e se você conseguir emagrecer uns quilinhos tenha certeza que ele gostará! Seja criativa e inove, não deixe a intimidade de vocês morrer!

Por fim quero dizer que não existe fórmula pronta para Reconquistar Um Marido. Muitas vezes isso leva anos de dedicação e muitas lágrimas, mas não se desespere, se você o ama e está disposta a lutar para Reconquistá-lo, continue,pois como diz o ditado: A Esperança sobrevive até mesmo nos tempos ruins!

Forte abraço e muitas felicidades!

V

 

 

COMO MELHORAR A RELAÇÃO PAIS E FILHOS

ralções com os filhos

 

COMO MELHORAR A RELAÇÃO PAIS E FILHOS. Colocar uma criança no mundo é uma tarefa fácil, difícil mesmo é prepara-la para o mundo lá fora. Com tantas tarefas no dia a dia dos pais, resta pouco tempo para se dedicar a quem realmente importa: os filhos.

 

E a sociedade vem cobrando cada vez mais que pais que trabalham fora também participem da vida de seus filhos, mas o segredo não é o tempo e sim a qualidade desse tempo! Siga nossas dicas e veja como é fácil manter uma relação saudável com as crianças.

Vamos lá?! O SEGREDO É O TEMPO DE QUALIDADE Os pais podem passar o dia todo em casa com os filhos, mas se não interagem com eles, é quase indiferente essa relação pai e filho, ou mãe e filho. Sem estres, mamães que passam o dia todo em casa e estão sempre correndo de um lado para o outro para manter a casa sempre linda e arrumada, e acabam exaustas no final do dia e quando se dão conta não passaram um minuto do dia brincando com seus filhos.

O segredo é fixar na cabeça a realidade de que a criança só será criança uma vez na vida, e o tempo passa tão depressa que quando nos damos contas eles já saíram de casa. Então o ideal é organizar uma rotina das tarefas de casa e separar um bom tempo para se dedicar às brincadeiras e diálogo com seu filho, que é o que vai fazer toda a diferença quando eles forem adolescentes e adultos.

Aproveite as tarefas simples de casa para interagir com as crianças, lavar o quintal, tirar o pó dos móveis, coloque-os para realizar junto com você e assim eles se sentirão importantes e presentes nas suas vidas.

Um hábito que está sendo abandonado pelas famílias e que deve ser resgatado é a refeição em família, um momento de distração e união, ótimo momento para colocar a conversa em dia. BRINCADEIRAS EM FAMÍLIA É UMA FORMA DE RELACIONAMENTO

brincadeira com os filhos

 

Se você trabalha fora e só tem a noite para ficar com seus filhos, o ideal é separar um momento da noite para ficar com eles, jogos de tabuleiro, e outras brincadeiras em família ajudam a estar resgatar o momento em família e a criar laços.

 

Conte histórias antes de dormir, ou então converse com os filhos sobre como foi o dia na escola, olhe os cadernos, procure sempre mostrar a eles que estão preocupados e se importam com a rotina deles.

Para os pais, chegar em casa depois de um dia cansativo de trabalho e jogar bola com as crianças ajuda a extravasar e a manter o contato e relação pai e filho. Se vocês têm mais de um filho, lembrem-se que cada um é cada um. Cada filho tem uma necessidade diferente e vocês devem estar atentos a isso.

Para um filho pode ser que passar duas horas com a mãe é o suficiente para manter uma relação, e para o outro passar cinco horas não basta para abastecer essa relação.

Então cabe aos pais se atentarem a essa necessidade de cada filho. Lembre-se sempre que os filhos se adaptam com as rotinas de acordo com a necessidade da família, muitos pais ficam preocupados quando a mãe, por exemplo, precisa retornar ao trabalho.

O medo de deixar de suprir as necessidades do filho é uma realidade, mas tenham calma, eles são adaptáveis! Na hora de se dedicar aos seus filhos, o tempo de qualidade é o diferencial para manter a relação saudável e de confiança entre vocês.

Muitas dúvidas e medos surgem quando o assunto é relação pais e filhos, mas uma coisa é certa, se a família é unida não tem o que temer! E você, como tem conciliado os cuidados da casa, trabalho e cuidado com os filhos? Comente! Vamos adorar saber a sua história.

 

COMO CONSERTAR UM RELACIONAMENTO A BEIRA DO PRECIPÍCIO

RELACIONAMENTO AFETIVO Como consertar um relacionamento a beira do precipício. Algumas vezes nos vemos em algumas situações onde tudo o que queremos fazer é sair correndo. Parece que não há outra opção. Todas as cartas foram dadas, jogadas. O casamento está longe de ser o que você esperava e você já não tem tanta certeza de que quer continuar com isso.

Você olha para o seu marido e não consegue mais enxergar uma vida feliz juntos. Mas ao mesmo tempo, você não está pronta para “largar o osso”, você queria muito conseguir olhar para ele e enxergar a pessoa com quem se casou. Você gostaria de poder reviver aqueles momentos felizes, não é? Nós vamos te ajudar! Verificando o seu comportamento

Muitas vezes ficamos nos concentrando no defeito que queremos que nosso parceiro mude, mas não conseguimos parar para pensar nas nossas atitudes. Se ele é imaturo, será que você não age de forma a incentivar esse tipo de comportamento dele? Se ele não te ajuda nos afazeres domésticos, será que não é porque você não dá espaço para ele ajudar, ou então critica toda vez que ele faz algo?

Veja os seus atos e tente muda-los! Se ele é imaturo, tente dar algumas responsabilidades para ele e não faça, espere ele cumprir! Se ele não te ajuda com os afazeres, converse sobre isso. Deixe claro que você está sobrecarregada e que precisa de ajuda. Pergunte com o que ele poderia te ajudar, com o que ele gostaria de se comprometer. Ele pode lavar a louça por exemplo, mas lembre-se de que você não pode lavar!

Mesmo que ele largue a louça na pia, deixe lá. Se é obrigação dele, é ele que tem que fazer, não faça por ele! Se não não vai adiantar nada. Mude primeiro!

QUEM DEVE MUDAR   Se você está sentindo que vocês estão afastados, distantes, que está faltando carinho, atenção, etc, porque não mudar você? Em vez de cobrar ele todas as vezes, porque não dar o que está faltando? Quando ele chegar em casa do serviço, dê um tempo para que ele se ambiente no novo local.

Nada de sair falando feito uma matraca. Espere algum tempo. Espere até mesmo para perguntar como foi o dia dele. Dê a ele 20 minutos, meia hora para se ambientar e então pergunte sobre ele. Pergunte como foi o dia dele, se ocorreu tudo bem no trabalho.

Depois disso, sente ao lado dele e conte sobre o seu dia. Conte o que aconteceu de bom, o que te frustrou… Mas não jogue tudo sobre ele, apenas conte. Converse. Você também pode programar uma noite juntos! Você pode escolher um filme para assistirem juntinhos, ou pode fazer um jantar com algo que ele goste.

E para resultados ainda melhores, uma tudo: converse, faça a comida predileta, assista um filme, namore! Dê o primeiro passo. Muitas vezes nos perdemos criticando o nosso parceiro e não pensamos nas nossas atitudes. Será que não é melhor perdoar, esquecer e agradar?

Quem se importa com quem deu o primeiro passo se os resultados são positivos? Dê o primeiro passo e observe o que acontece! Mas não queria resultados imediatos! Seu relacionamento não ficou desse jeito do dia para noite, então não tente arruma-lo do dia para noite também!

Dê tempo ao tempo, mas continue fazendo sua parte. Seu marido vai ver seus esforços e vai mudar também, tenho certeza! Se nada der resultados, talvez seja hora de ter uma boa conversa! Afinal, relacionamento nenhum é feito de uma única pessoa!

Mostre atitudes, mostre que você está disposta a mudar pelo bem do relacionamento de vocês dois, mas se a longo prazo não surtir efeito, procure seu marido e tenha uma boa conversa com ele! Está na hora de resolverem as coisas como os adultos que vocês dois são! E você, já conseguiu salvar seu relacionamento? Conte para gente, comente! Vai ser um prazer ouvir sua história!

 

COMO ENSINAR FINANÇAS AO SEUS FILHOS

COMO ENSINAR FINAÇAS AO SEU FILHO
FINANÇAS PARA OS FILHOS

Poucos pais se atentam sobre como é importante educar os filhos financeiramente. E esse ensinamento deve partir da família.

Pode parecer uma tarefa complicada, mas ensinar as crianças a administrar o dinheiro é uma tarefa fácil e o exemplo dos pais é o diferencial para esse aprendizado.

Hoje vamos te dar dicas de como colocar as crianças no mundo das finanças com dicas práticas e com situações do dia a dia. Vamos lá?!

CASAIS QUE FALAM SOBRE PLANEJAMENTO FINANCEIRO, TÊM CRIANÇAS MAIS SEGURAS.

Os pais devem desde cedo falar abertamente aos filhos como ganham seu dinheiro e quais são suas prioridades financeiras, e a partir daí ensinar onde o dinheiro é aplicado.

 

Levar as crianças junto com vocês quando forem efetuar o pagamento de contas como água, luz, vai ensinar as crianças a reconhecer o esforço para administrar o dinheiro e mais rápido irão aprender a dar valor ao dinheiro, e também vão aprender que é preciso trabalhar, planejar os gastos para ter sucesso na administração financeira.

 

Levar as crianças ao mercado também é uma ótima opção para ensiná-los sobre economia doméstica. Mostre a eles a importância de pesquisar os preços e que se escolhem os itens mais baratos podem levar mais produtos para casa.

 

Estipular tarefas simples no dia a dia como ir a padaria comprar um pão, ou ir á banca comprar o jornal, ensina as crianças a terem noção de valor e troco.

 

ENSINAR A CRIANÇA A POUPAR DINHEIRO E A MESADA É UMA ÓTIMA OPÇÃO.

ENSINAR FINANÇAS

A mesada ainda é a maneira mais famosa e mais usada para ensinar as crianças a ter um contato com o dinheiro, mas não basta apenas entregar o dinheiro a elas, é necessário que os pais ensinem como administrar.

 

Os pais podem, por exemplo, ensinar as crianças a comprar o lanche na escola e até a poupar o dinheiro para comprar um brinquedo no final do ano.

 

É necessário sempre auxiliar as crianças, explicando a diferença entre o que é necessário comprar, o desejo de comprar algo e ensinar a importância de poupar o dinheiro.

Também é importante não liberar mesadas adicionais. Muitas vezes a criança acaba pedindo para os pais inteirarem o valor necessário para comprar determinado produto. Não faça isso, pois dessa forma você estará ensinando a ele que ele sempre pode recorrer a métodos fáceis de ter o que quer. Explique para a criança que ela poderá comprar assim que conseguir juntar o dinheiro.

 

Caso ela queira algo que vá demorar muito para juntar o dinheiro, incentive-a a ajudar nos afazeres domésticos e aí sim dê pequenas bonificações em dinheiro pelo trabalho feito. Nesse momento, lembre-se de instruí-lo a guardar o dinheiro para comprar o brinquedo tão desejado.

 

Dizer não nunca é fácil para os pais, mas é uma ótima forma de preparar os filhos para aceitar as negações que eles terão que lidar durante a vida adulta.

 

Pais que queiram gratificar os filhos pelo bom empenho escolar ou bom empenho nas tarefas que realiza em casa devem dar algo que eles desejam e não algo que a criança exige, assim não terá problemas com troca de valores que acontece quando a criança deixa de realizar suas tarefas com a desculpa de que não está sendo bem “remunerada”.

 

A dificuldade financeira está presente em várias famílias e ela também deve ser falada abertamente a crianças, embora os pais tentem proteger as crianças desse problema, é importante que elas saibam da situação, mesmo que superficialmente.

 

Outro fator importante é o casal estar em comum acordo sobre como irão incentivar o filho a lidar com a administração e responsabilidade financeira. Caso não seja de comum acordo, isso pode causar conflitos entre os casais e isso pode levar a criança a se “aproveitar” da situação.

 

Para não terem que voltar atrás da decisão que tomaram, o ideal é os pais discutirem sobre o assunto e estarem certos sobre os benefícios que a educação financeira trará a criança.

 

E você, já está ensinando seus filhos a cuidar do dinheiro? Como tem feito isso? Tem tido bons resultados? Comente, vamos adorar saber a sua opinião!

PREPARANDO SEU FILHO PARA O 1º DIA NA ESCOLA

COMO PREPARAR SEU FILHO PARA O PRIMEIRO DIA DE AULA

VOLTA A ESCOLA 1

As crianças estão crescendo e é difícil admitir isso. Muitas vezes quem tem que cortar o cordão umbilical somos nós, os pais.. Achamos que eles são pequenos e despreparados para a vida longe dos nossos olhos, mas o que não sabemos é que eles já nasceram preparados e cheios de vontades para conhecer e conquistar o mundo lá fora.

De uma forma prática, vamos te ajudar a lidar com esse grande dia que é o primeiro dia de aula do seu filho e você vai perceber que quem está complicando tudo é você! Está preparado?!  Aqui vamos te ajudar!

Confiança é o segredo!

As crianças nascem despreparadas para o mundo, mas desde o nascimento a confiança e segurança que você passa para seus filhos, são fundamentais para o crescimento físico e emocional da criança. Então porque em um momento de incentivar a criança a ida para a escola, você vai complicar?!

 

Uma coisa é certa, o conversar naturalmente com o filho sobre a escola fará a diferença para incentiva-lo a frequentar as aulas. Falar com ele sobre os novos amigos, sobre o quanto ele vai aprender e crescer vai fazer com que ele se sinta mais motivado e assim terá vontade de ir para a escola.

Leva-lo as compras do material escolar, mochila, caderno, vai ajudar no processo de adaptação e a se familiarizar com a rotina escolar. Faça tudo junto com a criança, assim irá aguçar o interesse em conhecer e permanecer na escola.

Muitas vezes a insegurança parte dos pais, e se você está inseguro, conhecer a escola antes de matricular seu filho, pode ajudar a te deixar mais seguros quanto à escola e adaptação da criança. Converse com a direção da escola, com amigos e vizinhos que tem os filhos matriculados no mesmo local também vai te ajudar nesse processo de segurança emocional.

Preparar a criança para o período de adaptação também é se preparar para a vida escolar do filho. Muitas vezes achamos que esse período é importante somente para a criança, mas também tem grande importância para os pais, pois, assim vocês verão que estão fazendo tempestade em copo d’água e que os filhos já nasceram preparados para o mundo lá fora.

Sem chororô! Antes de levar o filho a escola, sente e converse com ele, explique que será um momento que ele vai ter para brincar, aprender a escrever e a estudar e vocês, mãe e pai, estarão em casa esperando por ele e irão busca-lo assim que terminar o período escolar.

VOLTA A AULA 2

Nos primeiros dias a criança fica agitada e emotiva com o fato de estar vendo seu próprio crescimento e capacidade de aprender e interagir com outras crianças, procure manter o diálogo e se seu filho não quiser dividir a experiência de como foi seu dia, não se assuste, é normal eles se fecharem. Por isso é importante manter uma relação com os professores, pois eles são essenciais na hora de passar informações que às vezes as crianças não querem dividir.

Não se atrase! os atrasos podem passar para a criança a sensação de estar sendo abandonado, e aí as próximas idas á escola serão regadas de choros e pedidos para ir para casa. Procure chegar antes do horário de saída.

Esperar na porta da sala de aula e deixa-lo perceber e ver que vocês, pais, estão lá, é um alívio para a criança.

A participação do pai também é importante. Conversem e se possível, tentem alternar entre si para levar ou buscar o filho na escola, isso manterá laços de confiança em ambos os pais, e os dois serão participativos na vida escolar da criança.

Você já teve essa experiência com seu filho? Comente, conte como foi! Tenho certeza que milhares de mães e pais querem saber a sua experiência no assunto!

 

 

 

 

 

 

07 DICAS PARA MANTER SEU RELACIONAMENTO FELIZ

07 dicas para manter seu relacionamento feliz CASAL

 

Todo mundo que tem um relacionamento de longo prazo sabe que com o passar dos anos as coisas vão deixando de ser como eram antes… A gente acaba se distanciando do parceiro e aquele encanto inicial se desfaz!

Chegamos a pensar se realmente estamos no caminho certo e se vale a pena continuar em um relacionamento que talvez não seja mais tão interessante quanto era no começo! Mas, saiba que para ter um relacionamento feliz só é preciso seguir alguns passos e manter a chama acesa!

 

Passo 01 do relacionamento feliz: Sempre paquere! Pode parecer um pouco estranho no inicio, mas manter-se paquerando seu par traz grandes resultados… Estamos falando em manter a chama acesa, e quando pensamos no começo, o que mais fazíamos?

Paquerávamos, então porque não continuar com isso ao longo dos anos? Elogie sem motivos, já é um grande passo!   Passo 02 do relacionamento feliz: Sempre olhe o lado bom!

Nós temos que nos focar nas coisas boas. Claro que seu companheiro não tem só coisas boas, afinal ninguém é perfeito, mas se você se mantiver focado nas qualidades em vez de nos defeitos, tenho certeza de que a convivência de vocês será muito mais agradável e prazerosa.

Passo 03 do relacionamento feliz: Seu trabalho não é “arrumar” o seu parceiro Em vez de ficar tentando mudar cada característica dele (a) que você não gosta, porque não aceitar que aquilo faz parte dele(a) e lidar com isso?

Pode ser que ele não te ajude com os afazeres domésticos, mas seja um ótimo pai! Já ela pode não saber fazer um bolo, mas o jeitinho e carinho que ela tem com você compensa! Aceite os defeitos como parte de quem ele (a) é e lide com isso, sem ficar criticando o tempo todo.

Passo 04 do relacionamento feliz: Permita que ele sinta-se como quiser… Muitas vezes nosso parceiro está triste ou está bravo e nós queremos sair de perto, não queremos nos responsabilizar por isso.

Te garanto que se em vez de você sair correndo você se mostrar prestativo e mostrar que está ali para ajuda-lo(a), para ouvir e apoiar, ele (a) se sentirá muito melhor. Você não precisa fugir. Vocês estão em um relacionamento para isso, para se apoiarem mutuamente.

Passo 05 do relacionamento feliz: Nunca culpe o outro pelos seus sentimentos Você deve ser responsável pelo que você sente. Aquela história de que devemos nos bastar, de que devemos ser inteiros antes de encontrar alguém é a mais pura verdade. Se você está feliz, triste ou com raiva, a culpa não é do seu parceiro, é inteiramente sua. Lide com os seus sentimentos.

 

Passo 06 do relacionamento feliz: esteja presente E não estamos falando de presença física, mas sim de fazer algo juntos, de dar atenção, carinho, de realmente ouvir e prestar atenção. Em um mundo onde vivemos conectados, com os celulares na mão, as vezes é preciso respirar um pouco, deixar a internet e o celular de lado e ir cuidar do que realmente importa: quem está do nosso lado

. Que tal você terminar de ler esse artigo e ir dar um pouco de atenção para o seu parceiro? Vá até ele e realmente converse, olhando nos olhos, com a tv desligada, sem estar fazendo nada além de prestar atenção nele. Tenho certeza de que fará toda a diferença no relacionamento de vocês.

 

CASAL FELIZ 2

 

Passo 07 do relacionamento feliz: 

 

Se você é homem, lembre-se de que sua mulher pode não estar tão sexualmente disponível como você. Se você quer ter uma noite incrível, lembre-se de mostrar a ela durante o dia que ela pode confiar plenamente em você! Encha-a de carinho e de frases amorosas (e sinceras) durante o dia e prepare-se para uma noite incrível.

Já se você é mulher, tenho certeza que seu parceiro adorará qualquer surpresa que você fizer para ele. Mas, se você não está muito no clima, converse com ele sobre isso e lembre-o como te conquistar.

Ele já fez isso uma vez, tenho certeza de que fazer mais uma será moleza!   Agora você já sabe várias dicas de como manter seu relacionamento saudável e feliz! Desligue o computador e vá ficar com quem você ama, afinal, é isso que importa! E se você tem mais alguma dica, escreva nos comentários, vamos adorar saber sua opinião!

 

Porque respeitar o espaço do próximo é tão difícil

Porque respeitar o espaço do próximo é tão difícil

 

Respeitar o próximo é uma tarefa difícil, conviver com as diferenças, com o jeito de cada um ser exige paciência, compaixão e amor ao próximo. Cada pessoa tem uma maneira de ser, de agir e viver, não pode cobrar dos outros atitudes que eles não podem dar, é difícil viver em sociedade com pessoas singulares e tão diferente de nós, mas é necessário respeitar a cada um do jeito que é.

Para aceitarmos e respeitar o próximo exatamente como ele é, é necessário uma maturidade espiritual, agir respeitando todas as diferenças é o resultado de nossa evolução. É saber dar e receber, é não julgar, é reconhecer a importância do outro e ser consciente de tudo que fazemos tem suas conseqüências tanto para o bem quanto para o mal.

Respeitar as diferenças é preciso!

respeitar

Por mais que as idéias sejam diferentes é necessário ter a humildade de ouvir o ponto de vista alheio, respeitar seu espaço, suas opiniões. Vivemos hoje uma época onde o respeito quase não é utilizado, a máxima de seu direito termina quando começa o meu foi deixada de lado, e estamos todos invadindo o espaço do outro, sem respeitar, sem pedir licença.

Existem pessoas que são mais introspectivas, que gostam de ficar sozinhas e para essas pessoas sempre existem aqueles amigos que ficam em cima, dizendo que tem que sair mais, que tem que se divertir.

Estamos em uma era egoísta, em que centramos em nós mesmos e esquecemos o outro, quando queremos algo nos achamos do direito de receber e esquecemos que o outro também tem suas vontades. Isso acontece muito em relacionamentos amorosos, relações de amizades e até mesmo no profissional, quando sempre um acaba invadindo o espaço do outro e algumas vezes o outro consente para evitar brigas maiores.

Entenda o que significa invadidos e invasores em uma relação

respeitar Existem dois lados da moeda nessas relações, os invasivos e os invadidos.

Os invasivos são geralmente pessoas egoístas, egocêntricas que pensam somente em seu bem estar, respeitar o próximo não está nem perto de seus objetivos, ele sempre quer tudo

do seu jeito, como uma criança mimada, por outro lado são pessoas que se sentem vazias, geralmente só tem a simpatia forçada das pessoas, geralmente por status e poder sobre os outros.

Os Invadidos são pessoas generosas, de bom coração, mas acabam se prejudicando com toda essa passividade, ser bom é diferente de ser burro, muitas vezes os invasores se aproveitam de pessoas assim, não respeitam, invadem seus espaços, humilham, força que essas pessoas façam seus trabalhos.

Limite é respeito, temos que saber que o outro também tem seus direitos, e respeitar é o mínimo que temos que fazer.

E nossa sociedade nos mostra todos os dias a falta de respeito pelo próximo, isso se aplica até mesmo nos comandantes de nosso país, que mostram a falta de respeito pela sua população, somos constantemente forçados com obrigações, impostos e nos deparamos com injustiças.

Precisamos nos controlar para não invadir o espaço do outro e acabarmos magoando e perdendo relacionamentos com pessoas queridas, diferenças de opiniões, de gostos, de visões sobre certos fatos da vida e é isso que faz tudo ficar mais democrático, o que seria do azul se todos gostassem do amarelo?

Respeitar as diferenças e o espaço do outro é algo que só nos acrescenta, nos faz sermos melhores, não desabona em nada, as vezes deixar o orgulho de lado, mesmo não concordando como o outro pensa ou age é ser evoluído, é ter muito amor e compreensão e isso nos torna pessoas melhores, em paz com os que nos cercam e com nós mesmos.

Respeitar os limites alheios é um bom caminho para se viver melhor! Você gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário, sua opinião é muito importante para nós!

UMA CARTA DE UM FILHO PARA SUA MÃE

foto felicidade borboletas

A mãe deu um pulo assim que viu o cirurgião a sair da sala de operações. Perguntou: – Como é que está o meu filho? Ele vai ficar bom? – Quando é que eu posso vê-lo? O cirurgião respondeu: – Tenho pena. Fizemos tudo mas o seu filho não resistiu. Sally perguntou: – Porque razão é que as crianças pequenas tem câncer? Será que Deus não se preocupa? – Aonde estavas Tu, Deus, quando o meu filho necessitava? O cirurgião perguntou: – Quer algum tempo com o seu filho? Uma das enfermeiras irá trazê-lo dentro de alguns minutos e depois será transportado para a Universidade. Sally pediu à enfermeira para ficar com ela enquanto se despedia do seu filho. Passou os dedos pelo cabelo ruivo do seu filho. – Quer um cachinho dele? Perguntou a enfermeira. Sally abanou a cabeça afirmativamente. A enfermeira cortou o cabelo e colocou-o num saco de plástico, entregando-o a Sally.

115992457

– Foi idéia do Jimmy doar o seu corpo à Universidade porque assim talvez pudesse ajudar outra pessoa, disse Sally. No início eu disse que não, mas o Jimmy respondeu: – Mãe, eu não vou necessitar do meu corpo depois de morrer. Talvez possa ajudar outro menino a ficar mais um dia com a sua mãe. Ela continuou: – O meu Jimmy tinha um coração de ouro. Estava sempre a pensar nos outros. Sempre disposto a ajudar, se pudesse. Depois de aí ter passado a maior parte dos últimos seis meses, Sally saiu do “Hospital Children’s Mercy” pela última vez. Colocou o saco com as coisas do seu filho no banco do carro ao lado dela. A viagem para casa foi muito difícil. Foi ainda mais difícil entrar na casa vazia. Levou o saco com as coisas do Jimmy, incluindo o cabelo, para o quarto do seu filho. Começou a colocar os carros e as outras coisas no quarto exatamente nos locais onde ele sempre os teve. Deitou-se na cama dele, agarrou a almofada e chorou até que adormeceu. Era quase meia-noite quando acordou e ao lado dela estava uma carta. A carta dizia: -Querida Mãe, Sei que vais ter muitas saudades minhas; mas não pense que vou esquecer de ti, ou que vou deixar de te amar só porque não estou por perto para dizer:”AMO-TE”. Eu vou sempre amar-te cada vez mais, Mãe, por cada dia que passe. Um dia vamos estar juntos de novo. Mas até chegar esse dia, se quiseres adotar um menino para não ficares tão sozinha, por mim está bem!! Ele pode ficar com o meu quarto e as minhas coisas para brincar. Mas se preferires uma menina, ela talvez não vá gostar das mesmas coisas que nós, rapazes, gostamos. Vais ter que comprar bonecas e outras coisas que as  meninas gostam, tu sabes. Não fiques triste a pensar em mim. Este lugar é mesmo fantástico! Os avós vieram me receber assim que eu cheguei para me mostrar tudo, mas vai demorar muito tempo para eu poder ver tudo. Os Anjos são mesmo lindos! Adoro vê-los a voar! E sabe uma coisa?… O Jesus não parece nada como se vê nas fotos, embora quando o vi o tenha conhecido logo. Ele levou-me a visitar Deus! controlar-a-raiva

E sabe o que mais?… Sentei-me em seu colo e falei com Ele, como se eu fosse uma pessoa importante.. Foi quando lhe disse que queria escrever-te esta carta, para te dizer adeus e tudo mais. Mas eu já sabia que não era permitido. Mas sabe uma coisa Mãe?…. Deus entregou-me papel e a sua caneta pessoal para eu poder escrever-te esta carta. Acho que Gabriel é o anjo que te vai entregar a carta. Deus disse para eu responder a uma das perguntas que tu Lhe fizeste: “Aonde estava Ele quando eu mais precisava?”… Deus disse que estava no mesmo sítio, tal e qual, quando o filho dele,Jesus, foi crucificado. Ele estava presente, tal e qual como está com todos os filhos dele. Mãe, só tu é que consegues ver o que eu escrevi, mais ninguém. As outras pessoas veem este papel em branco. É mesmo maravilhoso não é? Eu tenho que dar a caneta de volta a Deus para Ele poder continuar a escrever no seu Livro da Vida. Esta noite vou jantar na mesma mesa com Jesus. Tenho a certeza que a comida vai ser boa. Estava quase a esquecer-me: já não tenho dores, o câncer já se foi embora. Ainda bem, porque já não podia mais e Deus também não podia ver-me assim. Foi quando Ele enviou o Anjo da Misericórdia para me vir buscar. O anjo disse que eu era uma encomenda especial! O que dizes a isto?… Assinado com Amor de Deus, Jesus e de mim.